• I wanna sleep ZzzZzz

Sonambulismo: causas, sintomas e tratamentos

Você já fez coisas que não se lembra enquanto dormia? Neste caso é bom prestar atenção, pois você pode sofrer de sonambulismo. Estima-se que cerca de 1 a 15% da população mundial já tenha experimentado, pelo menos, um episódio desse tipo de distúrbio do sono na vida. Para saber como ele ocorre, quando é preciso se preocupar e quais tratamentos existem, não deixe de continuar esta leitura.


O que é o sonambulismo?

O sonambulismo é uma condição que se manifesta no estágio mais profundo do sono, chamado de não-REM. Ele é caracterizado pela realização de atividades motoras sem que a pessoa tenha consciência do que está fazendo, já que as funções cerebrais se encontram adormecidas. Geralmente, ele se manifesta durante a infância até os 13 anos de idade, mas pode ocorrer em outras fases da vida. Os homens costumam ser mais afetados pelo sonambulismo do que as mulheres.


Quais são as causas?

A causa do sonambulismo ainda não é muito clara para a ciência. Sabe-se que a genética pode ser um importante fator para o aparecimento dos sintomas, pois é comum que pessoas da mesma família manifestem essa condição. No caso das crianças, esse distúrbio pode estar associado ao processo de amadurecimento do cérebro. Por isso, os sinais do sonambulismo podem sumir com a idade. Já nos adultos, os sintomas normalmente são desencadeados após quadros de altos níveis de estresse físico e mental. Além disso, noites mal dormidas, distúrbios psiquiátricos e respiratórios, uso de álcool, drogas e medicamentos podem estar relacionados a essa condição.


Quais são os sintomas?

O sintoma principal de quem apresenta sonambulismo é andar dormindo. Quase sempre a pessoa afetada por esse distúrbio realiza atividades com os olhos abertos, porém sem qualquer tipo de expressão. Normalmente, ela repete tarefas corriqueiras, que não exigem tanto esforço do cérebro. Muitas delas sentam na cama, arrumam coisas, andam pela casa, falam frases sem sentido, trocam de roupa, vão ao banheiro ou abrem e fecham portas e janelas. Tudo isso sem que a pessoa apresente qualquer sinal de cansaço ou sonolência no dia seguinte.


Como é feito o diagnóstico?

Geralmente, o diagnóstico do sonambulismo é feito através de relatos dos pacientes e pessoas que convivem com ele e já presenciaram algum episódio. Exames de polissonografia e eletroencefalograma tão são usados para confirmar a ocorrência dessa condição.


Quais tratamentos existem?

O sonambulismo normalmente é benigno e não traz maiores preocupações. No caso das crianças, é bastante comum que ele desapareça de forma espontânea. O tratamento medicamentoso só é recomendado nos casos de episódios muito frequentes e que oferecem riscos de acidentes para o paciente. Entre os medicamentos mais usados estão os benzodiazepínicos e alguns antidepressivos. Psicoterapia e técnicas de relaxamento também são recomendadas para controlar o distúrbio, que ainda não possui cura.


Então, essas informações foram úteis? Não se esqueça que diagnósticos e tratamentos só podem ser feitos por médicos especializados. Caso você ou algum conhecido apresente algum sintoma de sonambulismo, procure a ajuda de um profissional capacitado.



14 visualizações

Posts recentes

Ver tudo